A 8ª edição do FestCine Goiânia, festival de cinema realizado pela Prefeitura de Goiânia, por meio da Secretaria Municipal de Cultura (Secult), segue com sua programação. Nesta primeira semana de outubro, o festival continua com suas mostras diárias dedicadas à produção de cineastas goianos, como Juliana Corso, Guilherme Mendonça, Diogo Garcia, Jake Vieira e Paulo Rezende.

As sessões, no cinema do Centro Municipal de Cultura Goiânia Ouro, tem entrada franca e acontecem sempre às 20 horas, com reprise às 15 horas do dia seguinte.


Programação:

Dia 2 de outubro – Noite de Cinema Juliana Corso e Guilherme Mendonça

Horário: 20h

JULIANA CORSO é formada em LETRAS pela UFG (1998) e iniciou a pós graduação em LINGUAGEM AUDIOVISUAL pela ESTÁCIO DE SÁ (RJ).

De 1995 a 1997 atuou como redatora crítica de cinema e vídeo para o jornal O PONTO DE VISTA e TOP NEWS em Goiânia. Foi bolsista voluntária do MUSEU ANTROPOLÓGICO da UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS, de 1996 a 1999, onde fez pesquisas na área etnolinguistica, filmou e editou 4 documentários para a Dra. Maria Suelí de Aguiar.

Como autônoma, de 2004 a 2005, dirigiu 5 vídeos institucionais, 4 curtas e 2 clipes. Em 2006 foi premiada como melhor editora pela ABD-GO (Associação Brasileira dos Documentaristas) pelo curta documentário CAPITAL XXI, que também dirigiu.

Em 2006, juntou o grupo de artistas em audiovisual (imagem, som e designer) que ficou conhecida como ALCATÉIA STUDIO. Na coordenação de equipe, deste grupo, e também na edição, realizou 10 curtas, 1 média, 1 longa e 3 vídeos institucionais. A ALCATÉIA em seu primeiro ano de produção participou de 16 Festivais pelo Brasil recebeu 18 prêmios e teve uma participação especial no EMPÓRIO SEBRAE no IX FICA (Festival Internacional de Cinema Ambiental), sendo o estande mais visitado do empório. Devido a este feito, O SEBRAE convida a ALCATÉIA para participar da FEIRA DO EMPREENDEDOR em 2007, como representante do audiovisual em Goiânia.

Em 2008, foi novamente premiada como melhor editora pela ABD-GO, pelo média documental O PESADELO É AZUL que participou também como roteirista, câmera e edição de som. No mesmo ano editou o longa ficção UM ASSALTO DE FÉ (DF) que foi lançado em 2011 em circuito nacional.

Em 2012, fez assistência de direção do longa documental A PEDRA DO MAL (DF), que aborda o universo da drogadição e o cotidiano de traficantes e usuários de crack no seu real cotidiano.

Com o Curta CHARAKAPÁ: ARTE DO URUCUM (GO/2006) foi convidada a participar em 2006 da Mostra MIÉRCOLES em Madri, Espanha e na Mostra AMAZONIE FILM FESTIVAL (2014) em Marseille, França.

Em 2016 recebeu 7 prêmios de melhor edição de som e imagem pelos curtas documentário A PRAÇA FALOU MAIS ALTO (GO) e a ficção NÓDOAS (GO)

Guilherme Mendonça de Souza

Cineasta,fotógrafo, animador e professor.

Doutor em Arte e Cultura Visual, na Faculdade de Artes Visuais ( FAV) na UFG

Filmografia:

Zé Garibaldi (2000), que participou do II FICA. Foi premiado na I Mostra de Video Independente da Universidade Católica de Goiás

Testamento ( 2001), que participou do III FICA

Making of : A Janela, de Pedro Diniz

Tempestade – Animação-( 2001), participou do Iº Goiânia Mostra Curtas

“Só com Autorização” – 1min , participou do XVIII Festival do Minuto

Filmes:

Capital XXI , Doc. Dur.: 05 min e 10 seg, 2005

O Estado democrático de direita mostra a sua verdadeira face quando a justiça esta ao lado do dinheiro. A invasão do Parque Oeste é retrato dessa decadência.

Ficha Técnica

Direção e Edição: Juliana Corso

Prod. Exec.: Eduardo Corso

Imagens:Bradlay Rolland Will

Imagens cedidas: Pedro A. Diniz

Finalização e edição: Aline Nóbrega

Trilha sonora: Garage Days Studio

Charapaká- A Arte do urucum Documentário, 03 minutos

Curta experimental realizado à partir de um ensaio fotográfico inspirado na beleza da arte desenvolvido pelos índios. Uma descoberta com muitos significados e possibilidades, seja ela em relação á vida, à festa, à guerra e à saúde ou a própria arte.

Ficha técnica

Direção; lula Sampaio e Juliana Corso

Fotos e roteiro: Lula Sampaio

Foto montagem; Juliana corso

Programação visual: Polli Shiver

Tratamento de Imagem: ( índios sorrindo) Rodolfo Domingues

Trilha sonora: Victor Pimenta

Escadaria, ficção, 17 minutos, 2006

Sinopse

Numa noite chuvosa, duas amigas resolvem visitar uma colega em seu apartamento. Com o risco de ficarem presas no elevador devido às quedas de energia, as duas decidem subir pelas escadas, mas logo percebem o tremendo erro.

Ficha Técnica

produção, direção e Roteiro ; Guilherme Gardinni

Assistência de direção: Lígia Benevides
Produção Executiva: Álvaro Sabra

Fotografia: Sérgio Valério

Direção de Arte: Marcela Borela

Elenco: Eliz Eliodoraz e Cássia Queiróz

Montagem : Juliana Corso

Trilha sonora: Geórgia Cynara e Thiago Calegari

14 Bis, Animação, Dur.: 04 min e 06 seg, 2007

Sinopse:

Santos Dumont tenta realizar um vôo em seu avião.

Ficha técnica:

Roteiro e Direção:Guilherme Mendonça

Arte: Wesley Rodrigues

3D: Thiago Veiga, Ricardo Borges

Composição: Thiago veiga

Animação e Storyboard: Guilherme Mendonça

montagem e sonoplastia; Aline Nóbrega

Trilha sonora: Georgia Cynara

Gravação, Mixagem e masterização: Thiago Calazari

Zé Garibaldi, ficção, 10 min

Sinopse:

Zé Garibaldi acorda em um belo dia e bastante animado resolve limpar sua cidade, porém, logo percebe que não se trata de uma tarefa tão fácil.

Ficha técnica

Roteiro Guilherme Mendonça e José Flávio

Direção e produção; Guliherme Mendonça

Elenco: José Flávio e Stéfany de Souza

Edição : Paulo Lino

Verdade Absoluta, Animação, 02 min

Sinopse:

Dois indivíduos, com pontos de vista diferentes, confrontam os perigos de opiniões impostas

Ficha Técnica

Direção : Guilherme Mendonça e Jordana Inácia de Almeida Prado

Trilha sonora: Chick Webb e Sweet Sue, Just You


Dia 3 de outubro – Noite de Cinema Diogo Garcia

Horário: 20h

Com 17 anos de trabalho no audiovisual possui mais de 5 longas e 100 curtas como editor/montador. Realizou edição de diversos programas para a TV, trabalhou como documentarista, diretor e editor no Ministério da Saúde, Canal Saúde e também realizou trabalhos para o Ministério do Turismo.Foi premiado no SINDCINE com o troféu para a melhor edição de longa documentário.Tem como principais parceiros o cineasta Angelo Lima, Rochane Torres e Taquinho, editando diversos vídeos documentários, ficção, institucionais e programas de TV.

Filmes:

ATO FALHO 1minuto (2007)

Ato falho é uma ação inconsciente que nós não conseguimos deter. Na verdade é o que queremos fazer mas por razões diversas preferimos não fazer. Chamar alguém pelo nome de outra pessoa é um exemplo comum.

Ficha Técnica

Direção:

Diogo Diniz Garcia Gomes

Marcus Vinicius

Roteiro, Edição e Música:

Marcus Vinicius

Fotografia:

Diogo Diniz Garcia Gomes

Atores:

Marcus Vinicius

Alice Galvão

Estagiários:

Jeronimo Venâncio

Rodrigo Valle

PASSAGEM (2011/2012) 7minutos

Filme experimental pois na Terra só estamos de passagem.

Ficha técnica

Idealização, Direção e Produção:

Diogo Diniz Garcia Gomes

Fotografia:

Diogo Diniz Garcia Gomes

Teodoro Diniz Garcia Gomes

ILTON&NEIDE (2011) 18 minutos

Ilton e Neide, proprietários da Casa das Ervas em Pirenópolis, contam suas histórias de luta desde sua terra natal, passando por Brasília e chegando em Pirenópolis.

Narram suas dificuldades e experiências em busca de plantas medicinais a fim de exercerem suas profissões de “raizeiros”.

Relatam a tradição da profissão e as perseguições sofridas pelas indústrias farmacéuticas.

Ficha técnica

Direção, Roteiro e Edição:

Diogo Diniz Garcia Gomes

Produção:

A3 Filmes e Diogo Diniz Garcia Gomes

Diogo Diniz Garcia Gomes

Fotografia:

Jonas Guedes e Neto Lima

Participação de Ilton e Neide

FELIZ CIDADE

Curta de ficção-experimental, 4m27s, Goiânia, Goiás

Sinopse:

O trânsito, o barulho, o ritmo acelerado de uma Grande Cidade leva as pessoas ao estresse sem limites, sem rumos, sem destino.

Direção:

Diogo Diniz Garcia Gomes

Roteiro:

Priscilla Rezende

Fotografia:

Juan Moynier

Som direto:

Victor Pimenta

PIMENTINHA VERMELHA Ficção/Experimental 2008, 4 minutos

Sinopse

Uma adaptação do conto “Chapeuzinho Vermelho” para os dias atuais. Em uma visão distorcida de uma sociedade distorcida e caótica

Ficha Técnica

Direção e Edição:

Diogo Diniz Garcia Gomes

Produção e Roteiro e Diálogos:

Doris Andrade

Fotografia:

Diogo Diniz Garcia Gomes

Música:

Viviane Ribeiro da Mata

Elenco:

Doris Andrade, Márcia Wllia, Viviane Fátima, Márcia Araújo e Constantino (Brega)


Dia 4 de outubro: Noite de Cinema Jake Vieira

Horário: 20h

Jake Vieira ,nascida em Goiânia. Iniciou sua carreira aos 14 anos no teatro, aos 15 trabalhou em um longa metragem como atriz e preparadora de figuração. Atuante em vários segmentos das artes , reencontrou com o cinema em 2009 , onde trabalhou no curta metragem QUADRO NEGRO, como assistente de direção e still. Ainda em 2009 trabalhou em mais dois curtas , Pidedade” ERA ISSO QUE EU QUERIA FALAR” e “AMADA .Depois disso fez sua primeira direção com VALDIVINO, curta metragem ficção , PALÁCIO DE LUXO documentário , e depois não parou mais. Hoje conta com a participação de mais de 15 filmes . Também trabalha com exposições fotográficas como artista visual.

Filmes:

“É A VIDA É BEM MELHOR ASSIM, DESSE JEITO” Curta Metragem Ficção, Duração : 9:58

Censura Livre

O curta relata o drama de uma mulher que resolveu se isolar do mundo , por não aceitar as pessoas como elas são.

Fotografia , Som e Edição Jorge Castilho

Direção : Jake Vieira

Roteira: Jake Vieira e Jorge Castilho

Still: Macus Turíbio

Atriz Convidada: Renata Caetano

Trilha: Cantiga Popular

Figurino : Ulda Agda e Any Brasil

Direção de Arte: Helena Vasconcelos

PALACÍO DE LUXO”Curta Metragem Documentário, Duração : 22:19

Livre

“Trata-se de uma mulher ousada, que arriscou sua sorte morando fora do País, e como conseqüência acompanhou acontecimentos históricos e muito importantes.

Entrevistada: Abadia Antônio Durrance

Direção e Argumento: Jake Vieira

Fotografia e Som: Edson Reis

Still : Iohana Hardy

Edição : Jorge Castilho

Música: Noturno de Chopin Op. 9 No. 2

Arte: Alice Almeida

“VIDAS DE ROSE”Curta Metragem Ficção, Livre

Duração: 11:33

Sinopse

Rose mulher introvertida, que no seu mundo imaginário vive várias mulheres que imagina ser o seu oposto, mas que na verdade deve habitar um pouco de cada uma em seu interior.

Ficha técnica

Com Hortência Moreira

Direção e Roteiro: Jake Vieira

Produção Executiva : Jorge Castilho

Direção de Fotografia: Jorge Castilho

Edição e Montagem: Tarcísio Pina

Produtora de Set: Kátia Barreto

Figurino: Maria Evangelina Souza

Finalização: Jorge Castilho e Tarcísio Pina

Trilha: Chiquinha Gonzaga

Fabrizzio de André

Hermeto Pascoal.


Dia 5 de outubro – Noite de Cinema Eduardo Castro

Eduardo José de Castro nasceu em Patrocínio-MG a 30 de Junho de 1965. É cineasta , diretor de Imagens, fotógrafo de documentação científica do CRER.

Filmes:

Horrores do césio 137, 28 min, (1999)

O underground goiano começava a nascer, o Martin Cererê abria suas portas e Goiânia de uma hora para outra vira manchete mundial com o acidente do césio 137, em meio a tudo isso nasce a banda de hardcore HC-137, pioneira no som pesado e de protesto na cidade e no estado, momentos conturbados pela politica do presidente Fernando Collor, inspiraram parte de suas letras, nesta época gravamos no martin cererê o show da banda, trabalhamos alguns clips por volta do lançamento do LP Split “Nas coxas’’, mais tarde depois do lançamento do LP “Made in GO’’ gravamos uma entrevista com Cláudio D’Castro fundador da banda, em 1998 após sua morte em um acidente de moto gravamos com Aurélio Claudino – Baterista e com o Luciano Xavier – Baixista alguns depoimentos, daí surge este curta, que é uma viagem no tempo e espaço do Rock Goiano em seus primórdios.

Ficha técnica

Com Imagens, Roteiro, Produção e Direção de Eduardo Castro

A Resistência da Vinil, doc, 20 min , 2005

Uma revisita as lojas e colecionadores de Vinis, procurando entender a paixão por este formato que a mais de uma década foi substituído pelo CD e agora pelo MP3 e DVDs. Ele resiste, sobretudo, na cabeça dos completamente loucos e pirados

Por boa música. Aqueles que repetem o eterno argumento de “os graves e os agudos são inatingíveis” e “o chiado é uma beleza”.

Esse grupo seleto de colecionadores subexiste. E neles há um museu vivo de música popular brasileira ou global. Um acervo de disco é como um conjunto de livros, pode ter todo valor, ou nenhum.

Mas na verdade, o vinil não precisa de argumentos. A execução do contato físico da agulha e o som seja qual for, no ar…basta

(Cadu Oliveira – Cult Tube)

Uma revisíta ao sebos, colecionadores e amantes do vinil

tentando trazer a tona o fetiche e a paixão obsessiva pelo disco de vinil.

Ficha Técnica

Direção, roteiro e montagem: Eduardo Castro

Produção executiva :Eduardo Castro e Rodolfo Morais.

Guerrilha do Araguaia,As Faces Ocultas História – Doc, longa , 93 min, 2008

Sinopse:

A maior operação militar brasileira após a Segunda Guerra Mundial, onde 70 guerrilheiros enfrentam 10 mil militares, num episódio marcante na historia brasileira, uma tentativa de trazer à luz esta história oculta e misteriosa de um período negro no Brasil. O documentário retrata a luta, que aconteceu na região do Bico do Papagaio, às margens do Rio Araguaia, onde a partir de 1967, militantes políticos se juntaram aos trabalhadores e moradores na luta armada, endurecida pelos militares.

Ficha técnica:

Roteiro, direção e imagens : Eduardo castro

Produção executiva: Marcus Fidelis e Eládio Garcia Sá Telles

Produção: Ana Cristina Evangelista

Pesquisa de arquivos; Rô Cerqueira

Narração: Paulo José

Trilha sonora: Darlan Ribeiro e Jean Arthur

Animações: Paulo Caetano

Entrevistas: Elza e Criméia- Chiang Kay Xeque

Produtores Associados: Doc TV GO, Idéia Produções, ABD-GO, TV Brasil Central


Dia 6 de outubro – Noite de Cinema Simple Skate Board

A rua é Nossa Casa,ficção,27 min

SINOPSE

“A Rua é nossa Casa” é o título do vídeo da Simple Skates, que remete-se a idéia da rua como residência fixa de skatistas, fotógrafos e vídeo-makers que se tornam inquilinos das calçadas e avenidas.

Tratando-se do processo de criação do primeiro vídeo completo da marca foram reunidas imagens de vários estados brasileiros e também outros países que foram pano de fundo para as manobras do time de Skatistas passando por: Cuiabá-MT, Campo Grande-MS, Brasilia-DF, Belo Horizonte-MG, Maringá-PR, São Paulo-SP e alguns lugares da Europa como: Barcelona, Paris e Zurich na Suiça. Criou-se então uma miscelânea de picos e manobras, do mármore ao concreto bruto inúmeros cenários que serviram para dar vida ao contexto que levou cerca 2 anos para se desenvolver e traz a direção/edição de Léo Coutinho, encabeçada pela Malac Produtora e colaborações de diversos videomakers do País.

O desenrolar das aberturas das video partes se passa em Goiânia, cidade nativa da marca e a história acontece com os elementos Gui Zolin, Igor Calixto, Rodrigo de Souza, Nicholas Dias e Matheus Ferreira, atletas que compõem o time da Simple. O clima noturno dá um ar cinematográfico e traz a visão dos skatistas que preferem as ruas vazias para que os picos se tornem acessíveis e o olhar dos mendigos é enfatizado, pois são conhecedores e reais moradores das ruas, sempre de olho em tudo que acontece.

Em meio a uma época em que as mídias são instantâneas, a Simple quer valorizar as raízes do skateboard trazendo um full vídeo em DVD e realizando premieres em alguns pontos do país com a finalidade de reunir skaters e amigos, e celebrar os anos de caminhada da marca, que recentemente passou o skater Igor Calixto para categoria PRO. Sem dúvidas de quem 2017 está sendo um ano de muito acontecimento na Simple Skates.

O vídeo e voltado para o publico em geral até os mais experientes skatistas, pois reflete amizade respeito e união de 5 skaters aonde todos tem o cotidiano de uma vida normal e que querem se reunir para a pratica do skate pela cidade.

Ficha Técnica

Título: A Rua é nossa Casa

Classificação Indicativa: Livre

Duração: 29 minutos

Produção Executiva: Henrique Marques

Produzido por: Malac

Direção e Fotografia: Leo Coutinho

Editado por: Julian Eduardo

Fotografia Still: Thomas Teixeira

Trilha Original: Victor Cananéia e Lucas Romero

Vídeo Makers: Samy Souza / Luiz Filipe / Ademar Vicente

Produtor de Set: Elmer Cortes

Artistas convidados: Gui Zolin, Igor Calixto, Rodrigo de Souza, Nicholas Dias e Matheus Ferreira.

Realização: Simple Skates

Parceiros: Casa de Cultura da Juventude (Instituto Educação, Cultura e Vida), Programa Hip Hop em Cena (TV UFG / TV BRASIL) e Secretaria Municipal de Cultura de Goiânia.


Dia 7 de outubro – Noite de Cinema Paulo Rezende

Nascido em Goiãnia em 1961, Paulo Rezende é fotógrafo publicitário desde 1986, presta serviços de fotografia e video na área de publicidade.

Especialista em fotografia técnica na área de artes,fotografa para artistas e instituições goianas ligadas a arte. Atua também como Diretor e produtor de obras audiovisuais, como meio de expressão artística.

A filmografia não é extensa, mas de certa forma todos os seus 04 curtas foram premiados:

seu primeiro filme de 2006, Seu Ênio, Pirenópolis e os Fuscas, um curta experimental produzido somente com fotografias foi selecionado para a X Mostras de Tiradentes. Em 2007, Um Dia no Centro, produzido com o apoio da Lei Municipal de Incentivo recebeu o prêmio de melhor direção no Goiânia Mostra Curtas/ Mostra Goiás – 2007

em 2010 produziu o Ainda Não – Curta-metragem com o apoio da lei municipal de incentivo recebeu o Prêmio melhor curta de ficção e o Prêmio estímulo do VI FestCine Goiânia – 2010, que deu origem ao Dona Romana e o Grande Eixo da Terra , que recebeu o prêmio melhor curta goiano no XV FICA – 2013 e foi convidado para a mostra Itinerários Únicos no Festival do Rio – 2014

Filmes:

Seu Ênio, Pirenópolis e os Fuscas – Curta-metragem 2006, 08:14min

– documentário produzido somente com fotografias, sem texto, mostra como além dos atrativos naturais e arquitetônicos, Pirenópolis guarda em suas garagens uma das maiores frotas de fuscas do Brasil. – O Seu Ênio é uma história a parte…

ficha técnica – Fotografia direção e edição : Paulo Rezende

Direção, edição e fotografia – Selecionado para as Mostras de Tiradentes e Ouro Preto de 2007 e a Mostra da ABD-GO no IX Fica.

documentário produzido somente com fotografias tiradas entre 2002 a 2005 na cidade de Pirenópolis, GO

Um Dia no Centro – Curta-metragem 2007, 07:48min

produzido com o apoio da lei municipal de incentivo – Direção, roteiro, edição. – Prêmio de melhor direção no Goiânia Mostra Curtas/ Mostra Goiás – 2007

– Documentário poético-antropológico. Um passeio pela cidade, que mostra costumes e tipos humanos através da história de um dia de trabalho do artista Paulinho do Cavaquinho, que ganha a vida vendendo sua arte no centro da cidade.

FichaTécnica:

Direção, roteiro, edição : Paulo Rezende

Produção executiva : Marcus Fidelis

Som direto : Eduardo Castro

Fotografia : Paulo Rezende e Eduardo Castro

Cavaquinho elétrico: Paulinho do Cavaquinho

Ainda Não – Curta-metragem 2010, 15:11 min

produzido com o apoio da lei municipal de incentivo – Direção, roteiro, edição, fotografia – Prêmio melhor curta de ficção e prêmio estímulo do VI Festcine Goiânia – 2010

Ficha técnica:

Direção, fotografia e edição : Paulo Rezende

Argumento original : Pedro Diniz

Produção Executiva: Altos Planos Ltda

Elenco: Antonina Veloso

Kleber Alves

Valeria Vieria

Mariana Caldeira

Duca Rodrigues

João Guilherme

produção e figurino : Úrsula Ramos

Dona Romana e o Grande Eixo da Terra – Curta-metragem 2011, 20:48min

– produzido com o apoio da secretaria de cultura através do prêmio estímulo do VI Festcine Goiânia – 2010
Direção, roteiro, edição, fotografia. – Prêmio melhor curta goiano no XV FICA – 2013 – Convidado para a mostra Itinerários Únicos, Festival do Rio – 2014

-Um mergulho no universo fantástico de Dona Romana, artista e líder espiritual de Natividade, TO. Sua arte intrigante e cheia de mistérios que tem como fundamento manter o equilíbrio do eixo da terra.

Ficha Técnica:

Roteiro, direção, fotografia e montagem : Paulo Rezende

Produção : João Fernandes

Trilha sonora original: Donizete Lopes

Participação de Arthur Castro

Mixagem e masterização: Randal Braz

Categorias: festcine

Posts relacionados

festcine

FestCine Goiânia tem mostra em homenagem a Lourival Belém Júnior e Luis Cam

O FestCine Goiânia, festival de cinema realizado pela Prefeitura, por meio da Secult, recebe, de 18 a 21 de novembro, a mostra especial dedicada aos cineasta Lourival Belém Júnior, com homenagem in memorian a Luis Leia mais…

festcine

Mutirão da Prefeitura recebe programação do FestCine Goiânia

Tela de cinema será montada em tenda, com exibição de seis filmes de cineastas goianos A Secretaria Municipal de Cultura oferece nos dias 26 e 27 de agosto, durante o Mutirão da Prefeitura, no Residencial Leia mais…

festcine

Abertura do FestCine reúne cineastas, indígenas e amantes do cinema

Após cinco anos paralisado, festival foi retomado pela Prefeitura de Goiânia e segue até 15 de dezembro, no Goiânia Ouro