João Henrique da Costa Novaes é filósofo, formado pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás e pós-graduado em cinema. Escreve desde os 14 anos, quando se apaixonou perdidamente por Cruz e Sousa, Alvares de Azevedo, Rimbaud e outros grandes poetas! Sua fixação por sonetos vem daí! O livro “Sublimações – a imortal tragédia do amor mortal ” é uma compilação de sua criação poética ao longo de mais de 20 anos! O autor é ainda diretor e produtor executivo de cinema e televisão, já tendo realizado mais de 10 curtas e média-metragens. Em 2004 realizou o documentário ” Verdade marcada pra viver”, sobre cinema verdade e a obra de Eduardo Coutinho. O documentário de 29 minutos foi exibido na Mostra Brésil en mouvement, em Paris e Bruxelas em 2006. Em 2009, através de incentivo do FestCine Goiânia e seu edital de roteiros, realizou o documentário de média-metragem ” Graffiti em ruínas e outros muros” sobre a explosão do graffiti como forma de expressão urbana contemporânea, que documentou uma intervenção na Marginal Botafogo juntando artistas de São Paulo com grafiteiros goianienses. João Novaes é também curador do site de referência da obra do artista plástico Siron Franco ( www.sironfranco-institutorizzo.com.br), que está responsável por criar o raisonné do artista, juntando e disponibilizando em um site toda a obra do artista. E foi durante este trabalho de curadoria que criou o documentário de curta-metragem ” Uma visita” , que propõe ao espectador uima visita lúdica e uma aula sobre artes plásticas no atelier de Siron Franco.